domingo, 19 de fevereiro de 2017

EU (EM CONSTRUÇÃO)

EU SOU A SOMA DAS MINHAS EXPERIÊNCIAS. EU SOU O QUE NINGUÉM VÊ! "Há partes do nosso passado que se esquece de modo bastante harmoniso e sereno à luz de outros dias, e essa luz não é senão a própria intensidade do pensamento: e há outras partes que recebem com agitação e dor como consciência perturbada que se agita desordenadamente ao absorvê-la profundamente." Do prefácio de Henry James para os Papéis de Aspern

Então eu vou poupar horas de bate papo para quem desejar me conhecer e aqui vou traçar quem sou sem mentiras ou falsas pretensões.
Nasci e fui imediatamente adotada pela minha avó paterna. Fui criada por ela e por uma tia paterna que morava com minha avó. Minha mãe(avó) era umbandista e desde pequena costumava brinca no terreiro. Aprendi que vestir branco da Umbanda é fazer o bem, prestar caridade e respeitar o livre arbítrio das pessoas. Aprendi que apesar de existirem os Orixás e guias quem comanda e permite ou não todas as coisas. Que nós e eles somos espíritos em evolução e evoluímos uns através dos outros e quando você usa a mediunidade para o mal você sofre mais cedo ou mais tarde com as consequências.
Portanto o legal é seguir e evoluir sem nada de retorno, cobrança, milagres mirabolantes, amarrações e outras aberrações. Conselhos para o bem ,cura espiritual e amigos é tudo que precisamos, além de aprender a manipular as energias para o bem de toda a humanidade e seres vivos do planeta.
Dessa forma não tentem desvirtuar a UMBANDA que eu fui criada porque foi meu berço e minha raiz.
Tive um pai de criação seu nome PAULO LIMA CRAVO  que me deixou em agosto de 2017 mas todas as lições que aprendi com ele ficaram para sempre gravadas na minha alma. Com ele aprenci o valor de um homem então não é qualquer um que vai me enganar.
Casei, tive filhos, separei  aprendi a viver sozinha e consegui vencer sem depender de um homem, mas mesmo assim busco um amor.
Tive dois assaltos graves que me deixaram sequelas irreparáveis e inesquecíveis, cuidado quando tentar achar que sou fraca, porque sobrevivi há muitos temporais, duas tentativas de suicídio e graves sequelas de agressão fisica e moral destes assaltos. Sou frágil e imensamente forte ao mesmo tempo.







Nenhum comentário: