terça-feira, 27 de outubro de 2009

Black - Pearl Jam


[Negro]

Folhas de pintura vazias
Peças intocadas de argila
Foram dispostas diante de mim
Como o corpo dela um dia esteve

Todos os cinco horizontes
girando ao redor de sua alma
Como a Terra ao redor do Sol,

Agora o ar que eu provei e respirei
Mudou de rumo
E tudo o que eu ensinei a ela... foi tudo
Eu sei que ela me deu tudo o que podia...
E agora minhas amargas mãos
Se esfregam abaixo das nuvens
Do que um dia foi tudo...

As imagens foram
todas banhadas em preto,
Tatuando tudo...(marcando para sempre)

Eu saio pra passear
Sou cercado por algumas crianças brincando
Eu posso sentir suas risadas, Então porque eu desanimo?...

E pensamentos confusos giram ao redor de minha cabeça
Estou girando, oh, estou girando
Quão rápido o sol pode, cair

E agora minhas amargas mãos... Berço dos vidros despedaçados
Do que um dia foi tudo...
Todas as imagens foram banhadas em preto,
Tatuando tudo...
Todo o amor tornou-se mal
Transformou meu mundo em escuridão
Tatuando tudo que vejo Tudo o que sou
Tudo o que sempre serei...
Eu sei que algum dia você terá uma linda vida,
Eu sei que você será uma estrela,
No céu de um outro alguém,
Mas porque, porque...
...Por que não pode ser, por que não pode ser minha?

Eu e Você - Maria Antonieta Lima



Quero receber de ti, somente de ti
Uma doce e envolvente carícia
Como o aroma perfumado das rosas
Que trazem beleza ao colorido jardim

Quero que chegues a mim leve
Sempre bem leve e cuidadoso
Envolvendo meu corpo e alma
No mais belo e perfeito encanto

Não sejas perfeito, mas seja você
Total, pleno e manso
Me ofereça o teu melhor calor
E me liberto de todo temor

Estaremos seguros um no outro
O mais perfeito encontro, o nosso
E toda uma vida plena à frente
Vivendo o melhor de nós dois...

Maria Antonieta Lima

Eu e Você - Maria Antonieta Lima

sábado, 24 de outubro de 2009

Quando o vi pela primeira vez eu senti que já o conhecia, de algum lugar, de alguma época distante. Não sei como explicar, mas cada vez que descobria algo sobre ele era como se eu já soubesse. Quando me contava suas manias, atitudes, modo de pensar ou algumas formas de comportamento eu me sentia exatamente igual. Algumas manias, gostos exatamente parecidos com os meus. Tive a certeza de que ele fazia parte de mim, que de alguma forma eu estava ligada a ele e sabia que minha vida não seria a mesma depois daquele encontro. Não se trata de um devaneio amoroso, é quase uma sensação de dejavù. Relacionamentos amorosos são parte de nossa evolução. No dia daquele encontro eu senti algo mais forte, algo tão intenso, diferente de qualquer outro. Eu tinha a certeza que o conhecia. Eu sabia... Não ficamos juntos, mas nunca deixei de amar aquela pessoa. A minha essência aprendeu a simplesmente amar aquela outra alma. Dessa forma os defeitos dele deixaram de ter importância, é como se fizesse parte de mim.

Eterno - Maria Antonieta Lima

Anjos
Eternizei as lembranças de ti, amor
Numa música suave que toca em mim
O silêncio da noite me devolve você
Até o amanhecer, simples como um sonho

Sou apenas mais uma apaixonada sonhadora
Querendo os teus desejos mais profundos
Deixe-me mergulhar no teu amor
Bebendo na fonte inesgotável da tua vida

Descansarei protegida nos teus braços, amor
Sei que me guardas junto a ti
Tua doce presença me faz frágil
Sou cristal quebrado em tua ausência

É tênue e curta a linha que separa
Tristeza de saudade e as lágrimas da dor
Você foi, levando minha alegria, amor
Só tua volta me faz reviver

Teu amor é jóia preciosa e bela
Que me pertenceu até o alvorecer
Te guardo sincero em minh’alma
Como luz a iluminar meus caminhos

Anjos

domingo, 18 de outubro de 2009

Visões - Maria Antonieta Lima




Deixei meu orgulho de lado
Larguei minhas roupas espalhadas
Abandonei propósitos secretos
Fiz do meu dia escuridão
*
Cerrei meus olhos para não ver
Toda mentira e hipocrisia existente
Fechei as portas do meu coração
Tranquei meus sonhos e ilusões
*
Olhei para toda futilildade
Percebi que nada mudou
Nada se tranformou nunca
Tudo não passa de mera encenação
*
Futilidades e mentora presentes
Dia após dia em cada vida que passa
Em cada rosto que observo
Em cada coração que comtemplo.
*
Maria Antonieta Lima

MINH’ALMA


conselhos



MINH’ALMA

Minha alma se perdeu de si mesma
No exato momento que eu te perdi
De que vale voar livre se não tem direção?
E vaga... vaga triste e solitária...
À tua procura, à tua espera

Então, tudo perdeu o sentido e se fez confuso
A magia acabou apagando o brilho das estrelas
E minha alma chora na total escuridão
As lágrimas que descem livremente...
São como tempestade que devasta

E encharcam a minha alma que se afoga
Triste e acuada num cantinho solitário
Fica ali, alma doente, fica bem quieta ali
Até que consigas voar novamente
Restabelecida da maldita desgraça...

Maria Antonieta Lima

BRISA - Maria Antonieta Lima


conselhos

Gosto do silêncio da noite
Nela sinto o cheiro da brisa que vem
Fresca e suave acariciar minha face.
Solitária em meus pensamentos,
Começo a sonhar com você...
Me permito voltar à tua presença,
Embriagada pelo desejo ardente.
Sinto teu gosto em minha pele...
E no silêncio dos teus gestos leves,
Transformo em real este momento.
Eu mantenho fiel o meu desejo
De ficar para sempre ao teu lado.
Faço deste momento poético
A dança dos amantes ousados
Tocando madrugada a fora...


conselhos

Soneto - Maria antonieta Lima

conselhos


Não te nego apenas a sombra dos meus gestos
Sobretudo, nego-te meu perdão.
Que teu bálsamo seja teus próprios restos.
Embriagando tua loucura em meio a solidão.
*
Castigo maior por maltratares um pobre coração!
Quando dormires, quem sabe, recite sonetos,
Que fale de anjos sem cor e quadros pretos,
Fontes de abrolhos, que te resta como ilusão!
*
Sobretudo, sentirá do meu amor, imenso, a falta.
Que eterno seja teu sofrimento, doendo bem fundo;
Sem refúgio e sem abraço na noite alta.
*
Busque e não encontre o meu amor por todo o mundo
Porém, quando não mais suportares a minha falta
Lembras que tu abandonaste um amor profundo.
*
** maria antonieta lima