terça-feira, 21 de abril de 2009

VOCÊ GRITA DENTRO DE MIM

Você é tudo que grita dentro de mim
Quem sabe, estou mesmo no precipício
Preciso ligar para ouvir sua voz
A indecisão beira o limite de algo
De algo que não consigo explicar
Talvez por não conseguir entender

Meu jardim não exala mais perfume
Todas as rosas que estavam lá murcharam
Daquela beleza esplendorosa nada restou
Tudo se foi para sempre, para sempre...
É a falta que faz ter você por aqui
Toda a beleza partiu, assim como você

Sinto sua falta tanto quanto a presença tua
Pra toda direção que sigo encontro você
Encontro você distante em todo vazio
Debaixo de toda agitação encontro você
Poderíamos ter decidido de outra forma
Assim evitaria toda essa desordem

Tudo ficou submisso ao nada
E o nada virou tudo por enquanto
É notável a mistura que agora amarga

Nenhum comentário: