terça-feira, 21 de abril de 2009

AMOR



Amor, eu sei que é tarde demais
Para mim, para você, para nós dois
Tarde demais para qualquer lamento
Eu sei que é tarde demais para o perdão
Passou muito tempo, enfim, tempo demais
Sei também que nosso tempo acabou
Sem nem ao menos ter começado
Mas como antes eu não tive esse tempo
É que preciso mesmo te falar agora
Que guardo seu beijo em meus lábios
Até que secos e sedentos
Não possam emitir mais nenhum som
*
Eu preciso mesmo te contar, amor
Que meus olhos, já tão cansados de chorar
Não possuem o mesmo brilho de ontem
Mas isso não importa porque mesmo assim
Guardarão tua imagem fixa durante os anos
Até que um dia toda luz se apague para eles
Restando a escuridão total
Também os meus ouvidos...
Ficaram com a impressão do som
Suave e doce da tua voz
Esperando a chegada do tempo
Em que tudo se torne silencioso para sempre
*
Eu preciso que saibas, Amor
Que as minhas mãos ainda exalam
O prefume do contato com a tua pele
Até que o tempo se esgote para sempre
quado então... paradas e frias
Já não possam tocar em mais nada
*
Eu preciso te contar Amor
Apesar de já ter passado o tempo...
Por favor, me deixa agora
Expressar o que eu não podia antes
Porque pra mim é importante
Que saibas o quanto de tempo
Estiveste guardado em meu coração
E permaneces ali, apesar desse tempo
Até que um dia, meu coração cansado
E muito desgastado por todo esse tempo
Que só faz passar lentamente
Finalmente pare de bater
Levando você fortemente guardado
Sobrevivendo a morte e ao tempo
O meu AMOR por ti...


Maria Lima

Nenhum comentário: