quarta-feira, 22 de abril de 2009

Brisa


Gosto do silêncio da noite
Nela sinto o cheiro da brisa, que vem
Fresca e suave acariciar minha face.
Fico solitária em meus pensamentos,
Começo a sonhar com você...

Me permito voltar à tua presença,
Embriagada pelo desejo ardente.
Sinto teu gosto em minha pele...
E no silêncio dos teus gestos leves,
Transformo em real este momento.

Eu mantenho fiel o meu desejo
De ficar para sempre ao teu lado.
Faço deste momento poético
A dança dos amantes ousados
Tocando madrugada afora...

Maria Lima

Nenhum comentário: