quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Eu sei os erros que cometi. Não vou ficar me martirizando com eles. Ando em uma fase da minha vida que tenho tomado decisões difíceis, perdi coisas e pessoas, tive uma queda no meu orçamento que era tremendamente equilibrado.
Sinto que uma pessoa tem me testado e estou triste por isso.
Estou triste por mim, pela perda do meu pai, por ter que colocar uma tia no asilo, por estar trabelhando muito e recebendo pouco.
Assim como deixei amigos na espiritualidade e gostaria muito de estar logo com eles.
Tirando minha filha e meu cachorro nada mais me prende aqui.
Talvez a angústia que tenho sentido no peito seja a falta destes amigos. A ansia louca de estar na presença deles, de me sentir novamente amada, precisa e preciosa.
Sentir o amor de uma forma ampla e plena, livre das amarras terrenas.
Suicidas vão para o umbral, então preciso ir fazendo horas extras aqui mas cansei desse plano físico.
E quando me dirijo aos amigos de minha pátria espiritual me falam para orar.

Nenhum comentário: