segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

30 de janeiro meu aniversario e dia da saudade





Hoje é meu aniversário. 
De tantos dias no ano, Deus escolheu este para me representar.  Hoje é meu aniversário e curiosamente dia da saudade. 
Saudade  é algo que me representa muito bem. 
Saudade da minha infância.
Dos carinhos da minha vó,  de sentar no ombro do meu pai e me sentir protegida pra ir comprar balas.
Saudade do cinema antigo,  dos filmes dos trapalhões, das tardes na Lagoa Rodrigues de Freitas, dos pique niqueis  no zoológico. 
Saudades da minha inocência de criança onde eu não sabia o que era Saudades.
Sinto saudade do amor que eu não tive.  Daquele que eu nem imaginava que viria me arrebatar. 
Eu que sempre fui tão forte. 
Saudade daquilo que desejei ser e não fui.
Dos meus sonhos juvenis. 
Das merdas do bem que aprontei. 
Saudade de música antiga. 
Saudade de ter coragem.
Muita saudade dos desejos que se realizaram apenas na minha mente.  Se o Alzeimer é uma doença da minha família eu sei que estarei condenada a todas estas Saudades. Isso se eu chegar lá.
Porque é tanta saudade que eu nem sei de mim.
Comecei a escrever esta mensagem no dia 10 de janeiro. Dia de uma saudade daquilo que mais me dói. Dia de algo que é tão distante e incrivelmente inacessível.  E aí que bate a saudade daquilo  que eu poderia ser e não fui.  Distanciando mais mundos tão longe um do outro.
Mas não pense que eu sou triste.Carrego dentro de mim uma parte de tristeza, mas levo minha vida com alegria. Sou aquela que faz piada quando o coração chora. Que esconde os sentimentos com medo de ser magoada. Sou aquela que não se incomoda em dizer que ama. Eu não sou a princesa, eu  sou uma rainha. Uma rainha que sente saudade. 
Eu não sou triste apesar de tanta saudade.
Eu sou incomparável.
Eu sou única
Porque tanta saudade me fez ser capaz de apenas amar e assumir isso.
Eu já me comparei a um Monstro sem ser. Disso eu não tenho saudade.

Nenhum comentário: