terça-feira, 27 de outubro de 2009

Black - Pearl Jam


[Negro]

Folhas de pintura vazias
Peças intocadas de argila
Foram dispostas diante de mim
Como o corpo dela um dia esteve

Todos os cinco horizontes
girando ao redor de sua alma
Como a Terra ao redor do Sol,

Agora o ar que eu provei e respirei
Mudou de rumo
E tudo o que eu ensinei a ela... foi tudo
Eu sei que ela me deu tudo o que podia...
E agora minhas amargas mãos
Se esfregam abaixo das nuvens
Do que um dia foi tudo...

As imagens foram
todas banhadas em preto,
Tatuando tudo...(marcando para sempre)

Eu saio pra passear
Sou cercado por algumas crianças brincando
Eu posso sentir suas risadas, Então porque eu desanimo?...

E pensamentos confusos giram ao redor de minha cabeça
Estou girando, oh, estou girando
Quão rápido o sol pode, cair

E agora minhas amargas mãos... Berço dos vidros despedaçados
Do que um dia foi tudo...
Todas as imagens foram banhadas em preto,
Tatuando tudo...
Todo o amor tornou-se mal
Transformou meu mundo em escuridão
Tatuando tudo que vejo Tudo o que sou
Tudo o que sempre serei...
Eu sei que algum dia você terá uma linda vida,
Eu sei que você será uma estrela,
No céu de um outro alguém,
Mas porque, porque...
...Por que não pode ser, por que não pode ser minha?

Um comentário:

ARI LOPES disse...

Lindo!!!

Passe pela REDEBICHOS.
Para você um Natal luminoso
Um ano novo feliz e repleto de boas inspirações
Que a sua alma continue conectada ao universo
Que você continue a nos brindar
Com seus lindos versos.

Abraços