quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Só Por Hoje - Maria Antonieta Lima - Poesia



Só Por Hoje


Só por hoje entreguei-me a saudade
Busquei por lembranças guardadas
Estive em nosso jardim e somente por hoje
Andei nos locais dos nossos encontros

Só por hoje entrei no antigo café
Sentei naquela velha mesa
Senti teu cheiro em todo o ambiente
Relembrei todos os nossos encontros

Só por hoje religuei antigos fatos
Estive na frente da tua casa
Sentei na lagoa para ficar olhando
Recordando, respirando fundo

Só por hoje quando cheguei em casa
Reli todos os nossos e-mails
Nossas conversas guardadas
Relembrei com amor da nossa história

Só por hoje deixei rolar uma lágrima
De sentimento de saudade de ti
Do teu sorriso, teu jeito menino
Dos momentos que juntos dividimos

Só por hoje percebi que foram reais
Da minha e da tua parte, sempre
Então, hoje e somente por hoje
Deixei a angústia um pouco ficar

Só por hoje não tentei entender nada
E me rendi à fraqueza da tua falta
Somente por hoje eu te liguei
Porque só por hoje precisava ouvir tua voz

Nenhum comentário: