quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Quietude - Maria Antonieta Lima - Poesia

Quietude

Sei que você quer saber


O que há dentro de mim

Se escondo algo...

Ou me escondo em mim

Talvez você nunca entenderá

O que se passa aqui dentro

Meu coração é terra distante

Todavia, não tão diferente

Muito menos é tão fria,

Quanto podes tentar perceber

É fácil encontrar o que nele há

Basta procurar em você...

O que no fundo tenta esconder?

Não sou frágil ao seu lado

Mas também não me escondo...

Eu não preciso me esconder

Mas você não consegue ver

Por que?

Se eu estou tão perto...

Acredito que está cego

Por detrás de suas aparências

Acho que bem lá no fundo

Você é quem se esconde

Talvez por medo de perder

Ou quem sabe de não ter...

Um comentário:

Anônimo disse...

Lindo Maria Antonieta, este poema, veio de encontro comigo nesta noite de pensamentos diversos, tentando esquecer uma lembrança que insiste ficar...
Lucinéia!!!.