sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Divaldo fala sobre a Transição Planetária em 2012

ATENÇÃO ~ DESLIGUE O PLAYER AO LADO ANTES DE ASSISTIR AO VÍDEO.

http://youtu.be/l7CjOUiZ4gI




http://youtu.be/y9-0CPVvAHk




Maias previram, para 2012, fim de ciclo na Terra

As sete profecias

A primeira profecia : É o princípio do tempo não-tempo, que teve início em 1992. Nessa data, o homem começou a fazer mudanças em suas atitudes e consciência, abrindo sua mente a tudo o que existe. Este é um período de 20 anos de duração, no qual a humanidade entra em um período de grande aprendizado e transformação. Após sete anos (a partir de 1999) começa um período de escuridão, em que cada indivíduo se auto-analisará. O homem estará como em um grande salão de espelhos; o materialismo será deixado para trás e inicia-se um processo de libertação do sofrimento.

A segunda profecia : Afirma que a resposta a tudo está dentro de cada indivíduo e que seu comportamento determinará seu futuro. Confirma que, a partir do eclipse solar de 11 de agosto de 1999, o comportamento da humanidade terá grande transformação. Os maias afirmam que os homens facilmente perderão o controle de suas emoções ( momento atual ) ou conhecerão sua paz interior. Também indicam que a energia que é recebida do centro da Galáxia causa um aumento na vibração do planeta e das ondas cerebrais, alterando pensamentos, comportamento e sentimentos. Esta profecia sugere dois caminhos: um de compreensão e tolerância e outro de medo e destruição. O caminho a seguir será escolhido por cada um.

A terceira profecia : Aponta uma grande mudança na temperatura, produzindo transformações climáticas, geológicas e sociais em uma magnitude nunca antes vista e em incrível rapidez. Uma delas será decorrente do próprio homem, devido à sua falta de consciência em cuidar e proteger os recursos naturais do planeta, e as outras geradas pelo próprio Sol, o qual intensificará sua atividade pelo aumento das vibrações.

A quarta profecia : Relata que a conduta antiecológica do ser humano e o aumento da atividade solar causarão o derretimento dos pólos. A Terra estará apta a se recompor, porém com mudanças na composição física dos continentes. Os maias ainda apontam que, de acordo com seus estudos, a cada 117 giros do planeta Vênus, o Sol sofre novas alterações com grandes explosões e ventos solares, o que coincide com o final deste ciclo.

A quinta profecia : Todos os sistemas que se baseiam no medo sofrerão uma drástica mudança junto com o planeta e o homem passará por uma transformação para dar caminho a uma nova e harmônica realidade. Os sistemas falharão e o homem terá de olhar para si a fim de encontrar uma resposta para reorganizar a sociedade ( Exemplo a crise financeira mundial ) e continuar o caminho à evolução, que o levará a entender a criação.

A sexta profecia : Mostra que nos anos finais aparecerá um cometa cuja trajetória pode pôr em perigo a existência do homem. Essa cultura de considerar o cometa como um agente de mudança vem pôr movimento ao existente equilíbrio, permitindo a evolução da consciência. Para os maias, Deus é a presença da vida, apresenta variadas formas e está em tudo.

A sétima profecia : Esta profecia aponta que, entre os anos 1999 e 2012, uma luz emitida do centro da Galáxia sincronizará todos os seres vivos e permitirá que voluntariamente iniciem uma transformação interna que produzirá novas realidades. Os maias mencionam que cada um terá a oportunidade de mudar e quebrar suas limitações, criando uma nova era, em que a comunicação será pelo pensamento. Os limites desaparecerão, uma nova era de luz e transparência terá início e as mentiras desaparecerão.


O cumprimento das profecias, o fim dos tempos nos perturba e comove, por termos de passar por provas que deverão atingir as últimas fibras do nosso equilíbrio.
As palavras do Livro Santo, assim expressam: os justos viverão pela fé.
Justos são aqueles que incrementam todos os dias a disciplina íntima, a caridade, o amor e a universalidade dos sentimentos.
Nesse clima, a criatura sairá da opressão do que sobrevier sobre a Terra e respirará o ambiente do céu.
Bombas de hidrogênio e outros engenhos de guerra nada significam em se falando da lei e da vontade do Criador.
O planeta continuará na sua orbita após os acontecimentos, mais serenado e evoluído, mais arejado e pacífico.
O Brasil foi escolhido como terapia divina para os que sobreviverem à borrasca.
O vendaval irá limpar as escórias humanas, para que o verdadeiro amor encontre guarida nos corações que herdarem o mundo.

"Ninguém tira do destino deste país o que lhe foi dado pela vontade de Deus.
Estamos para chegar no fechamento de um ciclo espiritual, onde se processará uma seleção rigorosa das almas, pela lei de Justiça, senão de Amor, para que o amor puro se converta em felicidade para os homens, que souberam viver e amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.

Nenhum comentário: